Amar as coisas mais simples

O dia tem quantas horas mesmo? Me parecem ter 10 horas ultimamente. O tempo tem ficado curto pra quantidade de coisas que temos na lista de afazeres. E em meio a toda correria que se torna os nossos dias, tendo tão pouco tempo pra fazer tanta coisa, a gente acaba deixando pra lá coisas realmente valiosas. Venho falar hoje sobre o nosso direito, e sim d-i-r-e-i-t-o de fazermos coisas que amamos, de sermos quem amamos ser.

Untitled | via Tumblr

Há quem ame ouvir música, há quem ame ler, ame escrever, há quem ame dormir, comer, filmes, shopping, pinturas, games. Infinidades de amores. E esse amor não tem que ser julgado por ninguém. E daí se sou louca por roupas, e por montar look, e por me arrumar, e por escrever sobre tudo isso aqui? E se eu não amo só isso? E se eu também amo escrever histórias, imaginar meu futuro, desenhar, assistir filmes inspiradores? Não precisamos amar somente uma coisa e ninguém pode criticar o que amamos.

O amor tem de ser leve e particular, sem dedos apontados ou alfinetadas indiscretas. Assumir suas paixões pode ser libertador. Criticar paixões alheias pode ser amargurador. Por isso vamos abrir nosso coração, achar um tempo, mesmo que mínimo, pra fazermos aquilo que amamos. Afinal são essas coisas que tornarão nossos dias mais leves, prazerosos e marcantes. Chega de ter sempre os mesmos dias cansativos e monótonos, cheio de reclamações e gostos amargos.

É hora de tornar a vida mais bonita, de colher histórias pra contarmos mais tarde. Não é importante se julgam banal essa paixão que você tem por desenhos animados, se assistir à esses desenhos te faz feliz feito criança então sente no sofá por 30 ou 60 minutos e assista. Não é importante se você vai parecer louca se fizer caretas nas fotos ou até sozinha no espelho, só pra você rir de si mesma, se isso te liberta e te anima o dia, então corra pro espelho. É simples, sem segredo nenhum. A gente precisa se amar mais. A gente precisa amar mais.

Sim ao direito de amar o que quiser. E por favor, sem julgamentos dos amores alheios. Cada coração sabe o que o faz querer pular de paraquedas. Só o seu coração é capaz de entender seus gostos e paixões. Liberte-se. O tempo é curto pra gente viver amarrado!

Pode ser que você também goste:

28 Comentários

  • Reply Michele Ribeiro 17 de outubro de 2014 at 11:07

    Oi, amei seu texto, é isso que eu acho também, não importa o que amamos, temos que fazer sem nos importarmos com os julgamentos alheios. A vida é mesmo muito curta para a gente se privar disso! Beijos

    • Reply tekatecla 17 de outubro de 2014 at 19:26

      Exatamente Michele, vamos aproveitar!

  • Reply Luana Freitas 17 de outubro de 2014 at 16:13

    Muitas pessoas na maioria das vezes adoram criticar sobre os amores das outras, principalmente em relação ao gosto musical. Acho isso uma falta de respeito, até porque ninguém gosta que critiquem seus gostos mais adoram criticar os dos outros. Será tão difícil respeitar a opinião alheia?! As vezes penso que está cada vez mais difícil de conviver em sociedade, te criticam por tudo: pelo corte de cabelo, pela roupa que você usa, pelo gosto musical, etc., as diferenças existem sim e acho que cabe a cada um respeitar, para assim ser respeitado também. Talvez, se não criticassem tando, o mundo poderia sim ser um lugar melhor.
    Adorei o texto
    Beijos

    http://www.avitimadavaidade.blogspot.com

    • Reply tekatecla 17 de outubro de 2014 at 19:29

      Hoje em dia as pessoas acham que podem te julgar, falar o que quiser, sem pensar. Gosto musical é um otimo exemplo, as pessoas julgam só porque não lhe agrada, porém isso não dá direito de criticar, não é mesmo? É preciso saber respeitar ideias diferentes, opiniões alheias. Respeito acima de tudo, e educação por favor! :) Otimo saber que existem pessoas com o mesmo pensamento que eu.

  • Reply Vanessa Vieira 17 de outubro de 2014 at 19:00

    “Assumir suas paixões pode ser libertador!”

    penso que é esta frase que muitos de nós necessitamos ouvir e guardar lá no fundo do coração Sthefani. Saber e dar espaço para fazermos as coisas que gostamos de fazer sem dar ouvido aos outros é uma das maiores liberdades que podemos ter!

    Lindo mesmo teu post.
    Um grande abraço pra ti! =)

    http://www.pensamentosvalemouro.com.br

  • Reply Patricia Quental 18 de outubro de 2014 at 07:40

    Concordo pleanamente: mais amor por favor, pelo próximo e a si mesmo.
    O dia pode ser mega atribulado mas sem uma pausa em algo que amamos a gente surta.
    Ótimo texto!
    Beijos
    http://www.doce-feito-pimenta.blogspot.com

  • Reply Hellen 18 de outubro de 2014 at 09:26

    Achei seu texto tão inspirador e motivador, as vezes realmente deixamos de fazer aquilo que amamos apenas por vergonha dos outros ou por falta de ‘tempo’, quando na verdade ser feliz e fazer o que gosta é mais que essencial na nossa vida, alias é ai que esta a graça de estar vivo né?! parabens amei o post de hj

  • Reply Natalia Shinosaki 18 de outubro de 2014 at 18:35

    Adorei seu post, e realmente perdemos mt tempo da vida reclamando ou nos privando de coisas q gostamos por medo.
    Gosto daqela musica q fala q temos q amar as pessoas como se nn houvesse amanhã. Temos q amar as coisas simples da vida e aproveitar cada instante fazer oq gostamos sem ligar para julgamentos. Esse texto me fez refletir bastante .
    ótimo post , beeijos

    • Reply tekatecla 19 de outubro de 2014 at 12:21

      Obrigada Natalia :)

      Devemos aproveitar mais a nossa vida, e dar valor as coisas simples que tem MUITA importancia, não é mesmo?!

  • Reply Andreia Sales 19 de outubro de 2014 at 11:52

    A grande verdade é que deixamos de fazer as coisas que amamos e dar atenção as pessoas que estão a nossa volta por pura falta de tempo. Não conseguimos nos organizar.
    Bjks
    http://www.maevaidosa.com

    • Reply tekatecla 19 de outubro de 2014 at 12:20

      Exatamente, temos tanta coisa para fazer, que acabamos esquecendo das coisas mais simples e que tem um grande valor.

  • Reply Mikaele Santos 19 de outubro de 2014 at 16:36

    Amar é libertador! Seu texto disse tudo, minha opinião é que devemos amar o que quiser e não ter vergonha nunca por gostar daquilo!

  • Reply meninapoderosa 20 de outubro de 2014 at 00:17

    Que texto lindo!
    Concordo com você, cada um escolhe o que ou a quem amar e não devemos julgar.

    Bjs!

    Ari

  • Reply Cláuhiga 20 de outubro de 2014 at 09:56

    Amei o texto! Infelizmente a internet é terra de ninguém e muitas pessoas se acham no direito de julgar uma as outras por tudo!. Bjs!

    • Reply tekatecla 20 de outubro de 2014 at 20:48

      Esse é o preço que pagamos né :/

  • Reply Bruna de Paula 20 de outubro de 2014 at 14:35

    Eu adorei o seu texto e temos que amar mais a si mesmo e o próximo, porque o tempo voa num piscar de olhos.

    Blog Make-Lovers| Fan Page | Twitter

  • Reply Kalliane Santos 20 de outubro de 2014 at 15:35

    Me vejo muito nesse texto,sinto o quanto muitos estão contra o que amo fazer ,mais levo a vida sem tanta seriedade.E dou prioridade ao que quero fazer,por que se amar e amar o que te envolve é a base de ser e estar feliz.

    http://kallisantos.blogspot.com.br/

    • Reply tekatecla 20 de outubro de 2014 at 20:28

      Concordo com você Kalliane! Temos que ir em busca do que nos faz feliz.

  • Reply Juliane Freire 20 de outubro de 2014 at 16:00

    Realmente… se amar mais… amar mais… são os segredos da suplema felicidade.
    O mundo precisa de amor, nós precisamos nos aceitar e nos amarmos mais, pois se não nos amarmos, quem irá nos amar? Ninguém ama e nem cuida melhor de nós mesmas do que nós mesmas.
    Adorei seu texto….

    Beijinhos e uma linda semana.
    http://www.julianefreire.com.br

  • Deixe o seu comentário