Tudo na categoria

#FicaDica

O que fazer de útil na quarentena? (Deitado em sua cama!)

quarentena-util

Sabemos que não está fácil lidar com essa pandemia, e todo dia temos uma enxurrada de informações nos atualizando do caos que está no mundo. E nesse momento difícil, é bom tirar um tempo só pra você, filtrar tudo que está consumindo e tentar se manter positiva, sem pressão. Nós podemos fazer o que a gente gosta, e tentar manter a paz dentro de casa…

Ás vezes só dá vontade de ficar deitada, né? Eu super entendo, e está tudo bem também! haha Mas como sou inquieta e estou sempre com o celular na mão, aproveitei esse tempo pra dar uma geral no meu celular e redes sociais, porque a gente sempre vai deixando isso pra depois, e esse “depois” nunca chega... Então, separei uma lista com alguns itens que podem te ajudar a sair do tédio, sem muito esforço:

1- Excluir aplicativos que não usa mais: quem nunca baixou algum aplicativo, e na verdade nunca nem abriu? Eu sou mestre em fazer isso! hahaha Aproveitei e apaguei vários que não tinham utilidade pra mim.

2- Fazer backup do celular: cada um guarda suas coisas de um jeito, né? Mas é importante sempre fazer backup pra depois não ficar desesperado quando o celular der algum problema. Atualize o ICloud sempre, ou passe suas fotos/vídeos para um HD, por exemplo.

3- Apagar fotos/vídeos do celular: você é uma pessoa acumuladora de fotos/vídeos/prints? Que tal dar uma geral e ver o que não precisa mais manter ocupando espaço? A sensação de alívio e “celular limpo” é otima.

4- Apagar mídias de conversas do Whatsapp: sabia que os vídeos e fotos que você recebe no Whatsapp ocupam muito espaço no seu celular? Dê uma olhada no que você realmente precisa, e apague o acúmulo de conteúdos. Afinal, ninguém precisa manter um estoque de “imagens de bom dia” que recebemos dos grupos de família, né?!

5- Apagar figurinhas do Whatsapp: eu sou VICIADA em figurinhas, confesso! Mas, eu me tornei a pessoa que começou a apagar as figurinhas que nunca usou, ou que não tem utilidade mesmo… Assim, fica mais fácil pra encontrar rápido pra enviar numa conversa. (Alô, Whatsapp, precisamos de uma atualização urgente pra conseguir separar em pastas.

quarentena-util

6- Fazer limpa nos seguidores do Instagram: sempre bom dar uma olhadinha nas pessoas que você segue no Instagram, né? Sabemos que no feed não conseguimos visualizar o conteúdo orgânico de todos por conta do algoritmo. Então, que tal separar um tempo pra ver as pessoas que você está seguindo e ver se ainda é coerente com os seus gostos?

7- Sair de grupos aleatórios do Facebook: quem nunca entrou num grupo aleatório do Facebook, que fica ali aparecendo toda hora na página inicial mas não agrega em nada? Pois é! E não estou dizendo que precisa ter um conteúdo perfeito/maravilhoso, pode ser só um meme/história, mas que pra você faça sentido pra você de alguma forma.

8- “Descurtir” páginas que não fazem mais sentido no Facebook: notei que eu curtia mais de 500 páginas no Facebook e fiquei assustada com esse número, porque não via nem 5% dos conteúdos aparecendo pra mim. Então, aproveitei pra fazer uma limpa nas Fan Pages que não me interessavam mais.

9- Elogiar/comentar na foto de conhecidos nas redes sociais: quem não gosta de ser elogiada, né? Vá no perfil das suas amigas e deixe comentários em suas fotos! <3

10- Mandar uma mensagem positiva para alguém: que tal mandar um meme pra sua amiga? Uma mensagem de carinho para sua avó? Mantenha a comunicação com as pessoas que você gosta. Não podemos estar perto fisicamente, mas uma mensagem de carinho conforta muito nesse momento.

Espero ter ajudado vocês de alguma forma! E só pra lembrar: está tudo bem não fazer mil cursos, aula de funcional e dança, assistir lives todos os dias, maratonar dez séries. Ler dez livros, aprender cinco idiomas, arrumar o guarda roupa, limpar a casa todos os dias. Estamos passando por uma pandemia. Está tudo bem ter medo, se sentir ansioso ou sensível. O mais importante é respeitar os seus sentimentos, o seu corpo, e ir lidando dia a dia com a rotina. Respira fundo, é só uma fase e vai passar. 

Minha experiência nos 3 observatórios em Nova York

observatório-nova-york-dica-teka
Olá, queridos novos turistas ou curiosos de plantão! haha Na minha saga de posts sobre a viagem para Nova York, quero compartilhar com vocês a minha experiência nos observatórios em Nova York. Quando você começa a pesquisar sobre pontos turísticos, bate aquela dúvida: Em qual dos observatório eu vou? Caso você nem saiba do que eu estou falando, vou resumir com uma linguagem bem simples: observatório é uma construção/prédio em que você sobe no topo para visualizar a cidade de cima.
whatsapp-image-2019-12-10-at-20-48-44
 .
Em Manhattan existem três observatórios super procurados pelos turistas e tive a oportunidade de visitá-los: Top of the Rock, Empire State Building e One World Trade Center. Segue algumas dicas que serve para qualquer opção:
 .

Avalie a previsão do tempo: se você têm opções de data para aproveitar o passeio, não escolha um dia de chuva/neve/neblina.

Programe-se: se você quer evitar filas e muvuca, escolha o primeiro ou o último horário disponível em cada observatório, consulte o site para confirmar. Lembrando que o período do pôr do sol sempre vai ser o mais lotado e disputada a venda dos ingressos.

Evite levar muitos pertences: a revista para acesso aos observatórios costuma ser bem rigorosa, então evite levar muita coisa, até para fazer fotos ainda mais incríveis.

Consulte o site: Além de comprar seu ingresso antecipadamente, procure informações oficiais. Programe-se para chegar com antecedência e leia todas as observações sobre o seu ingresso.

observatório-nova-york-dica-teka
.Top of the Rock

O que é? O deck de observação Top of the Rock é uma das maiores atrações da cidade de Nova York. Localizado no Rockefeller Center, ele não apenas oferece as vistas mais deslumbrantes da cidade, mas também é cercado pelas melhores lojas, restaurantes e entretenimento em Midtown. Possui decks de exibição internos e externos, com vista 360 graus.

observatório-nova-york-dica-teka

Minha experiência: Amei o Top of The Rock, sem dúvidas foi o meu observatório preferido. Eu tinha acesso ao observatório com o Sightseeing Pass, então só validei o meu ingresso na bilheteria e subi. Cheguei na fila antes de abrir e subi no primeiro horário, e foi a melhor escolha que fiz, porque ainda estava vazio e consegui fazer fotos incríveis, sem ninguém atrapalhando. Vale lembrar que esse observatório é todo aberto, então escolha um dia que não esteja muito frio, porque venta bastante. No terraço não tem grades ou vidros, a vista é inacreditável. Além disso, neste observatório é possível ver o Empire State, e é o único com vista para o Central Park. 

observatório-nova-york-dica-teka

Ingresso: O ingresso geral (com fila) custa entre U$32-38. O ingresso VIP (sem fila) custa U$85.
Endereço: Top of the Rock 30 Rockefeller Plaza, New York, NY 10112 – Entre na rua 50, localizada entre a quinta e a sexta avenida.
Horário de funcionamento: Todos os dias da semana, das 8h às 12h. O primeiro elevador sobe às 8h, e o último sai às 23h. O horário de funcionamento pode sofrer alterações em feriados, confirme no site oficial do ponto turístico.
Mais informações: Não há limite de tempo de permanência nos deques de observação durante o horário de funcionamento. O tempo médio de duração da visita é de 45 minutos a uma hora. O Top of the Rock é um deque de observação de três níveis que abrange o 67º, 69º e 70º andares do 30 Rockefeller Plaza.

..
Empire State Building
.

O que é? O Empire State Building é uma experiência imersiva em um marco famoso mundialmente. Além das plataformas de observação, a visita inclui o recém-restaurado lobby com os seus deslumbrantes murais art déco do teto, a histórica exposição Dare to Dream, a nova exposição de sustentabilidade e um dispositivo de áudio interativo. O Empire State Building ocupa o 43º lugar entre as construções mais altas do mundo, possui 102 andares e 72 elevadores para atender a demanda de escritórios, salas comerciais e milhares de visitantes todos os dias. Grandes empresas como Linkedin, ShutterStock, entre outras estão alocadas no prédio.

observatório-nova-york-dica-teka

Minha experiência: Visitei o Empire State ás 17h30 e já estava tão escuro, tão escuro, que parecia 22h. Comparado aos outros observatórios, o deque do Empire é menor, então as pessoas ficam mais tumultuadas ao redor do prédio, mas não tive problemas com lotação ou tempo de espera em filas. Fui em uma noite que estava muuuuito frio, mas ao redor do prédio existem aquecedores com uma luz vermelha (que estraga as fotos!) e dá um alívio maior. Há uma imersão sobre a representatividade do prédio para Nova York, e alguns totens interativos contam a história da construção, fotos das celebridades que já visitaram a atração, salas com paineis que contam as histórias dos mais de 400 filmes gravados que já tiveram o prédio como cenário, além da simulação do King Kong na janela.

observatório-nova-york-dica-tekaobservatório-nova-york-dica-teka

Ingresso: O ingresso geral (com fila) custa U$32-38. O ingresso VIP (sem fila) custa U$73. Para ter acesso aos observatórios do 86º e 102º andares e exposições, o ingresso custa R$58.
Endereço: 20 W 34th St, New York, NY 10001
Horário de funcionamento: O Empire State abre às 8h e fecha às 2h, todos os dias do ano. O último elevador sobe às 1h15.
Mais informações: Ingressos para o observatório comprados online podem ser usados a qualquer momento em até um ano da compra. Ingressos comprados na bilheteira podem ser usados a qualquer momento até 14 dias depois da compra. Você pode visitar a qualquer horário entre 8h00 e 2h00, com o último elevador subindo à 1h15. Não há janelas fixas de visitas nem limite de tempo.

.

One World Observatory

O que é? O One World Observatory é um observatório no topo do prédio mais alto do hemisfério ocidental, localizado nos 100º, 101º e 102º andares do One World Trade Center. O One World Observatory oferece vistas dos locais mais conhecidos da cidade de Nova York, das águas que a circundam e do seu horizonte. Os visitantes podem explorar os três níveis do Observatory, repletos de inovações e inspirações.

whatsapp-image-2019-12-10-at-20-48-05-1

Minha experiência: Esse foi o único observatório que tive que pegar fila e esperar para entrar. Cheguei ás 14h e só tinha o horário das 17h disponível, validei o meu ingresso do Sightseeing Pass e fiquei andando pela região aguardando o horário. O bom é que tem muitos pontos turísticos e shoppings por perto, então esperar não foi um problema. A apresentação inicial desse observatório é algo encantador, fiquei bem surpresa com a tecnologia. Ao entrar no local que tem a vista para a cidade, estava bem cheio e disputada as paredes de vidro que tinham a vista para os pontos turísticos mais icônicos. As pessoas meio que disputam os vidros pra foto perfeita, entende?! hahaha Esse é o único dos três observatórios que é totalmente fechado, então é uma boa opção para visitar no inverno, porém, o que mais me incomodou foram os reflexos no vidro, porque é uma missão quase impossível tirar uma foto que não apareça outras pessoas refletindo :(

observatório-nova-york-dica-teka

Ingresso: O ingresso geral custa entre U$35. O ingresso com visita guiada custa U$45.
Endereço: O One World Observatory™ encontra-se no One World Trade Center, na esquina das ruas West e Vesey no centro de Manhattan, no sul da ilha. Localizado na 117 West Street New York, New York 10007.
Horário de funcionamento: Todos os dias da semana, das 9h até 20h (último bilhete vendido às 19h15). O horário de funcionamento pode sofrer alterações em feriados, confirme no site oficial do ponto turístico.
Mais informações: Sua reserva é indicada pela hora e data impressa em seu ingresso. Chegue no horário especificado e caminhe até a entrada do Observatory.

Enfim, essas foram as minhas experiências nos três observatórios de Nova York, e a ordem que eu visitei acabou sendo também a minha ordem de preferência! hahaha Uma dica que eu dou: aproveite cada segundo, pois as vistas são incríveis e você se sente com uma liberdade inacreditável em cada topo. Grave muito, tire diversas fotos e guarde em sua memória

Confira outros posts: Teka em Nova York – 12 dicas de viagem! + Teka em Nova York + Organização da viagem!

Teka em Nova York – 12 dicas de viagem!

New York 2019 
Photo: Vanessa Carvalho                                  
Instagram: @photovanessacarvalho       
(photovanessacarvalho@gmail.com )
www.vanessacarvalho.com.br

Está planejando ir para Nova York e procurando algumas dicas? Após vivenciar vinte dias nessa cidade mágica e ao mesmo tempo louca, decidi compartilhar com vocês algumas experiências que eu tive, a fim de contribuir de alguma forma com os novos turistas hahaha

A verdade é que andei muitos dias “perdida pela cidade”, mas era uma situação que mesmo me sentindo aleatória nas ruas, eu achava tudo incrível, lindo e maravilhoso e não estava preocupada com a situação hahaha Vamos as dicas:

1- ESTUDE O MAPA
Antes de decidir realmente viajar para Nova York, eu não fazia ideia sobre todos os pontos turísticos da cidade, como era a organização das ruas/quadras, como andar de transporte público de um lado para o outro. Então, a minha primeira dica é: anote tudo o que você quer fazer, abra o Google Maps e olhe o que é perto do que, para planejar o seu dia sem perder tempo andando ‘atoa’. Todas as ruas são bonitas e você vai se encantar, então não precisa entrar em pânico se você ‘se perder’ por aí também…

whatsapp-image-2019-12-10-at-14-12-51

2- FAÇA UM CRONOGRAMA
Seja no bloco de notas do celular, numa planilha ou até mesmo num papel, escreva o que você pretende conhecer cada dia, assim não perde tempo decidindo tudo na hora e consegue aproveitar mais cada local. Você não precisa definir um horário exato para cada atração, mas é bom se programar para que tudo saia conforme o planejado. E está tudo bem se algo sair do controle, encare a situação com leveza e aproveite a sua viagem sem pirar!

3- PONTOS TURÍSTICOS
Decida quais pontos turísticos você quer conhecer, procure mais informações sobre o valor e horário de funcionamento. Dependendo do dia da semana e da hora, você pode entrar nos muses de graça, consulte a programação no site antes de visitá-lo e economize.
Em Nova York, existem várias empresas que fazem passeios turísticos, e ás vezes compensa mais você comprar as atrações que você quer conhecer através de pacotes. Comprei cinco atrações no Sightseeing Pass, que além de ter muitas informações no site, você pode baixar o aplicativo e seu ingresso fica no celular. No site, você fazer uma simulação escolhendo os lugares que deseja visitar e decide se vale a pena o investimento no seu caso.

teka-nova-york-dicas

4 – TAXA DE RESORT
Pesquise bastante sobre os hóteis em Nova York, pois os valores mudam dependendo da data/localização/diárias, etc. Além disso, o que poucas lugares te informam antes é sobre a taxa de resort obrigatória, que deve ser paga no check out e varia de $3 a $40 dólares por diária, dependendo do hotel. Acesse o site do hotel antes, para não ter nenhuma surpresa desagradável durante a viagem.

5- MALAS
Se você está indo viajar já pensando em fazer compras, leve o mínimo de bagagem possível. Todas as lojas têm promoções o tempo todo, e você vai passar vontade! hahaha Lembre-se de verificar quantas malas você tem direito no voo, geralmente são duas bagagens de 23kg = 50 libras no peso americano. Uma dica é comprar sacos a vácuo para colocar suas roupas na volta, assim economiza espaço, principalmente se a sua viagem for no outono/inverno e você tenha muitos casacos pesados.

teka-nova-york-dicas

6- COMPRAS E TAXAS
Em Nova York, é cobrado 8,875% de imposto em cima de cada compra realizada, então lembre-se que ao pegar um produto e colocar no seu carrinho, não é somente o valor que você viu na prateleira. Existem alguns itens que não pagam taxas (mas confesso que não consegui notar essa diferença durante o período que estive viajando, porque cada loja era um valor e porcentagem diferente!), como exemplo: roupas e sapatos de até US$ 110 cada; produtos alimentícios não preparados e embalados; fraldas; remédios e medicamentos para pessoas.

7- DINHEIRO E CARTÃO DE CRÉDITO
Faça contas e programe-se quanto você pode gastar durante o período que estiver viajando. Vale a pena trocar o seu dinheiro nas casas de câmbio no Brasil, lembrando que é bom separar uma bolsinha para guardar as moedas, pois você receberá milhões de moedas o tempo todo no troco de cada compra. Utilize o cartão de crédito somente em casos de emergência, pois na hora do pagamento da fatura você poderá se surpreender com a cotação do dólar do dia + IOF + taxas do cartão.

8- FOTOS PROFISSIONAIS
Você não pode viajar para Nova York e não voltar com uma bela recordação, né?! Aproveite a viagem dos sonhos para contratar um ensaio fotográfico. Conheci a Vanessa Carvalho (@photovanessacarvalho), fotográfa brasileira e estou apaixonada pelas fotos que fiz 

New York 2019 Photo: Vanessa Carvalho Instagram: @photovanessacarvalho (photovanessacarvalho@gmail.com ) www.vanessacarvalho.com.br

Foto: Vanessa Carvalho – Instagram: @photovanessacarvalho – Site: www.vanessacarvalho.com.br

9- TRANSPORTE PÚBLICO
Se você vai ficar mais de uma semana em Manhattan, vale a pena comprar o Metrocard (cartão que dá acesso ao ônibus e metrô americano) que pode ser adquirido em qualquer estação de metrô, podendo ser pago através de cartão, moedas ou notas, de acordo com a disponibilidade de cada máquina. Pode ser adquirido em duas modalidades: Pagamento por uso (Pay-Per-Ride) ou ilimitado (Unlimited Ride MetroCard). O valor unitário é $3 por transporte, o período de 7 dias ilimitado custa $34 e o valor mensal é $121. Você consegue andar pela cidade toda através do trasporte público, então vale a pena investir no cartão dependendo do período que você vai ficar.
Além disso, baixe o aplicativo do metrô ou use o Google Maps para se localizar. Todos os lugares têm placas sinalizando saídas, destinos, tempo de espera de cada linha. Fique atento: pois em uma estação passam metrôs com mil destinos possíveis, fique de olho na placa/cor/número/letra/sentido hahaha

teka-nova-york-dicas

10- CHIP DE INTERNET
Não sei como teria sido os meus dias sem internet ilimitada no celular! Todos os dias eu colocava o endereço dos lugares que queria ir no Google Maps, pra entender o caminho, ter uma previsão de tempo para chegar e me programar melhor. Comprei meu chip no Brasil antes de embarcar na empresa Easysim4u e não tive problemas durante a viagem. Usei todos os aplicativos que eu precisava, baixei fotos, assisti vídeos, pesquisei rotas e funcionou muito bem.

teka-nova-york-dicas

11- ALIMENTAÇÃO
Se você preza por uma boa alimentação, já vou logo avisando: leve muitos dólares! hahaha Para se alimentar bem na cidade, a média de valores gastos por refeição é de $10 no café da manhã, $20 dólares no almoço e $20 dólares no jantar. Para restaurantes mais visados e procurados, dê uma olhada no site antes para fazer reservas, e não se esqueça das famosas “tips =gorjetas” (O valor das “tips” em Nova York geralmente fica entre 15 a 20% da conta nos restaurantes e bares. Já para motoristas de táxi, a média é dar de 10 a 15%) . Você consegue encontrar promoções em fast foods e pizzas baratas enquanto anda pela cidade. Além disso, os mercados têm muitas opções com preços bem acessíveis. Comprar água não precisa ser uma opção, pois todos os restaurantes tem “tap water” gratuita, é só você pedir.

teka-nova-york-dicas

12- ROUPA + SAPATO CONFORTÁVEL
Se você está indo para turistar, saiba que você vai andar o dia todo, até seu corpo gritar HELLLP ME! hahaha Saia do hotel com um sapato super mega ultra confortável. Se você for numa época fria (outono ou inverno americano! haha) saiba que vestir 500 blusas pra sair não é uma opção, pois calefação é algo básico em casas e estabelecimentos fechados. Ou seja, se você sair com mil blusas, vai entrar em cada local suando e ficar carregando todas as blusas! A dica é: uma blusa térmica + moletom + um casaco power + cachecol + luva + touca é suficiente.

Essas são algumas dicas para quem está se programando conhecer Nova York! Se tiverem alguma dúvida, é só comentar aqui ou me chamarem nas redes sociais :)



Progressiva japonesa, funciona mesmo?

Cabelo depois da progressiva japonesa no salão Meu Camarim

Oi meninas, tudo bem? :) Hoje, vim compartilhar com vocês sobre uma técnica que conheci através do Instagram, e como uma curiosa de plantão, resolvi pesquisar mais e trazer essa dica pra vocês também.

Fui conhecer o trabalho do salão de beleza @meucamarim.osasco, fiquei encantada pela organização e atendimento, e resolvi contar pra vocês mais sobre essa técnica: PROGRESSIVA JAPONESA – A VERDADEIRA. A Marcela Monroe Uwarow, que trabalha a mais de 10 anos na área de beleza, é dona do Salão Meu Camarimlocalizado no Centro de Osasco – e me ajudou a entender melhor sobre o procedimento.

Meu cabelo antes da progressiva

Meu cabelo antes da progressiva

Sempre tive muito medo de fazer qualquer mudança, química ou tratamento no meu cabelo, e por isso sempre pesquisei muito sobre os benefícios e claro, os pontos negativos de cada procedimento. Depois de conhecer mais sobre o trabalho da Marcela, pesquisar na internet e ler recomendações, resolvi que era a hora de apostar nessa inovação. Para deixar mais claro sobre a progressiva, veja abaixo as dúvidas mais frequentes:

O que é Progressiva Japonesa – A Verdadeira?
A vantagem da Progressiva Japonesa é que ela também hidrata o cabelo, pois em seu procedimento contém queratina e colágeno e só é preciso retocar a raiz quando começar a crescer. 

Utiliza formol?
Esse procedimento não utiliza formol e nenhum tipo de derivado de formol!

Qual o diferencial dessa progressiva? 
O processo de reestruturação do fio, deixando os cabelos com um liso natural, super hidratado e com um brilho extremo. Tudo isso sem cheiro, sem ardência e super liso, podendo lavar no mesmo dia e manter o resultado. É totalmente segura em crianças, gestantes e lactantes, pois o procedimento é livre de formol e não absorvível. Não tem cheiro e ardência durante o processo.

Quanto tempo demora para fazer?
O processo todo leva em média 3h, podendo variar de acordo com o cabelo, quanto mais volumoso e mais crespo, pode prolongar o procedimento.

Qual valor em média da Progressiva Japonesa – A Verdadeira?
De R$ 150 a R$ 400, dependendo do comprimento dos cabelos.

Pra quem é indicado o procedimento?
É indicado para todos os tipos de cabelo: crespo, ondulado, com frizz, volumosos! É claro que é indicado principalmente para quem quer diminuir o volume dos fios, porém nada impede que ela seja utilizada também em cabelos cacheados e encaracolados também, pois cada um sabe como gosta mais do seu cabelo né O mais importe é manter a auto estima!

Qual a duração da progressiva no cabelo?
A progressiva promove o liso definitivo. Ou seja, onde alisa, permanece liso! Porque a progressiva japonesa (A VERDADEIRA!) junto com o calor da prancha proporciona uma nova forma á estrutura interna do seu fio (a forma lisa), o que não é possível reverter.

Cabelo depois da progressiva japonesa no salão Meu Camarim

Cabelo depois da progressiva japonesa no salão Meu Camarim – Osasco

Sou loira, posso fazer o procedimento?
Para fazermos a progressiva em cabelos loiros é necessário que ele esteja saudável! Saudável é aquele loiro que não está elástico. Um loiro que você tenha uma rotina de cuidados. Vale lembrar que a progressiva Japonesa é um tratamento maravilhoso, porém se o loiro estiver danificado, o fio não estará resistente pra suportar o calor da prancha.

Como devo cuidar do meu cabelo no pós?
Faça hidratação nos fios toda semana. É indicado fazer uso de protetores térmicos por conta da exposição de calor nos fios, seja por secados, chapinha, babyliss ou mesmo pelo raios solares.

Fiz no meu cabelo e estou tendo uma experiência incrívelnão estou mais usando chapinha e só seco meu cabelo com secador quando estou com pressa pra sair de casa, mas ele seca sozinho e fica super liso! Agora posso ir pra praia, piscina, viajar, ir para show, suar e não fico mais preocupada em “como está o meu cabelo”

“A Progressiva Japonesa – A Verdadeira é um procedimento revolucionário! Foi premiada como a MELHOR progressiva que existe, pois além de alisar 100%, ela trata seus cabelos, restaura, e deixa com brilho espelhado” explica a cabeleireira Marcela Monroe Uwarow, do salão Meu Camarim, em Osasco (SP).

Quem tiver interesse em conhecer mais sobre a técnica, entre em contato com a Marcela para saber mais detalhes! :)

Instagram @meucamarim.osasco
Whatsapp: 11 97742-7390

Cada pessoa tem um tipo de cabelo, então é necessário sempre conversar com o profissional e entender se esse é o melhor procedimento para o que você deseja no momento.

Um dia de fotos na FunCast!

whatsapp-image-2019-01-15-at-09-47-32

Se você mora em São Paulo e adora visitar lugares diferente para fotografar, não pode deixar de conhecer a FunCast. Fui convidada para conhecer esse espaço interativo no Shopping Pamplona, e adorei a experiência, sai com mais de 500 fotos no celular e louca pra editar tudo! hahaha (quem nunca né?!)

A FunCast tem 25 ambientes interativos, assinados por influenciadores e artistas, reunindo cores, texturas e cenários. Uma dica é dar uma olhadinha na localização do evento no Instagram, assim você consegue se inspirar nas fotos de outras pessoas que já visitaram o local e arrasar no seu feed do Instagram!

funcast-sao-paulo funcast-sao-paulo

Dica: se você não quiser tirar foto em 25 cenários com o mesmo look, aproveite para separar outras opções e leve numa bolsa. Dentro do evento tem vestiários, que você consegue se trocar ali mesmo e mudar de cenário, adorei essa ideia, mas não fui preparada :(

Entre os artistas e influenciadores digitais que assinam os projetos estão os youtubers PC Siqueira, responsável pela sala Neon, Neon, e Kim Rosa Cuca, que participou da concepção da instalação FunTub (Banheira Divertida), ambiente retrô no qual há uma banheira pink, além da influenciadora, Rafa Kalimann que assina a sala #SharetheLight.

funcast-sao-paulo

Eu adoro conhecer esses lugares diferentes, porque além de inspirar e libertar a criatividade, volto sempre com várias fotos e renovo o meu feed!

Aproveitem as férias de janeiro para conhecer, os ingressos estão com 50% off, por $25 a visitação de 2 horas! 

​​Jardim Pamplona Shopping
Rua Pamplona, 1704 – 3ro Piso
Jardim Paulista, São Paulo  

Horário:
Terça à Sábado  – 14hrs – 22hrs
Domingos e feriados – 12hrs – 20h