O fim

the flower girl | via Tumblr

Em tempos de amores de Tinder, Whatsapp e tantas outras redes sociais é difícil imaginar que os jovens de hoje ainda sofram por amor, não é mesmo? Tendo como refrões dos grandes hits da atualidade como base, notamos que a tão citada “lei do desapego” funciona como nunca. É um tal de “hoje não, me perdeu!”, “sua casa caiu”e “sai do meu pé” que as vezes parece que nunca foi tão fácil deixar alguém, esquecer algo que ocupou um certo tempo em sua vida.

Mas e nós? Nós que vivemos e sentimos à moda antiga? Que sabemos que “quando a gente ama qualquer coisa serve para relembrar”? Será que para nós, toda vez que um relacionamento chega ao fim, todo esse processo de se readaptar tem que ser mais difícil? São tantas perguntas, que chega parecer injusto sofrer tanto por um amor que nos deixou, enquanto ”as pessoas dessas músicas” estão bem, firmes e tão fortes, como se nada tivesse acontecido.

Saindo um pouco do universo do sertanejo, para nós o término de um relacionamento soa mais como na música “tempos modernos” (que hoje, ao que me parece, não eram tão modernos assim aqueles tempos), onde sabemos que “ainda vai levar um (bom) tempo pra fechar o que feriu por dentro”. E de fato, é natural que seja assim mesmo. Como seria fácil esquecer aquela primeira conversa com a pessoa amada? Aquela primeira viagem? Tantas e tantas fotos que você quer tanto apagar, mas falta coragem pra isso. Não, não é possível que seja tão fácil assim apagar parte do seu passado em questão de dias.

A verdade é que: quando realmente existe amor, não é fácil superar. Por trás dessas letras que pregam o desapego, com certeza houve um bom (e necessário) tempo de sofrimento, pois todos passamos pelo mesmo processo: primeiro vem o fim, depois aquele momento em que você se deita e em prantos, pensa “e agora?”. Parece que seu mundo vai acabar, que você perdeu o rumo (e de fato perdeu) e que você nunca vai voltar a sorrir novamente.

Eis que surgem algumas pessoas que vão te ajudar a se levantar, pessoas que com poucas palavras vão fazer você perceber que aos poucos sua vida vai voltar ao normal (e aquele rumo que você trilhava com seu antigo companheiro não existe mais, mas que é possível fazer uma nova rota, como em um GPS), pessoas que, mesmo distantes, só querem o seu bem. Todo amigo já passou pela mesma situação, e sabe exatamente o que é preciso fazer para passar por essa fase complicada, é impressionante. E finalmente, você consegue superar o fim e quando olha para trás, se lembra com carinho de tudo que viveu, e esse é o grande segredo da vida: guardar as lembranças boas, viver o seu presente sem ficar se apegando ao que já passou. Acabou!

“Existem os finais felizes e os finais necessários”

– Andres Bustamante.

Pode ser que você também goste:

13 Comentários

  • Reply Marilia Alves 24 de novembro de 2014 at 12:11

    É uma boa frase essa última, mas o fato é que quando um amor acaba sofrem os dois lados, eu penso assim, pois não é fácil.

  • Reply Marina Reis 24 de novembro de 2014 at 18:04

    Então eu sou bem romântica ahaha
    Mas acredita que quando termino um relacionamento eu esqueço facil cerca de 3 dias já nem lembro do dito cujo.
    Acredito que desapegar é necessário sim.
    Focar em outras coisas é meu principal truque.
    Mais vai de cada um
    Bom post
    Beijos

  • Reply Suzi Gomes 24 de novembro de 2014 at 18:49

    Vish Teka, fim de relacionamento é sempre ruim, e tem tanta música com o tema …. deve vender bem né ? eu não curto muito essas músicas q acho muito deprê, já basta a tristeza d ter terminado algo para ainda ficar ouvindo e trazendo lembranças (eu penso assim), mas achei o texto muito legal, concordo plenamente com a frase “Existem os finais felizes e os finais necessários”. bjo lindona

  • Reply Nessa Luzardo 24 de novembro de 2014 at 20:38

    O término de um relacionamento é sempre muito difícil, mas com o tempo cura. Quem nunca sofreu por amor não é mesmo?
    Tenho uma amiga que está passando por um momento difícil no relacionamento e estou ajudando ela e dando conselhos… Adorei o seu texto, uma ótima reflexão… Vou falar para a minha amiga ler.

    Bjos

    Nessa Luzardo
    http://www.espacosemprebella.blogspot.com
    @blogespacosemprebella

  • Reply Nanna Barbieri 24 de novembro de 2014 at 21:36

    Teka, que texto maravilhoso…
    Me fez parar para refletir no que estou vivendo…
    Beijos

    Little Bit of Glamour

  • Reply Bruna de Paula 25 de novembro de 2014 at 10:56

    Atualmente as pessoas cultivam o amor e os relacionamentos de forma diferente, que chega ser até estranho.

    Blog Make-Lovers| Fan Page | Twitter

  • Reply Mikaele Santos 25 de novembro de 2014 at 15:42

    O amor é tratado de uma forma tão clichê hoje em dia que qualquer “”belisco”” já acham que é amor, acho que por isso tem esse “desapego fast food” rápido e que tantas pessoas buscam, mas não conseguem entender a beleza que o amor tem.
    Enfim texto lindo e cheio de verdades, quando a gente ama não existe frase de sertanejo universitário que ajude a desapegar, é só o tempo pra que isso ocorra da forma mais sadia possível.

  • Reply Andreia Sales 25 de novembro de 2014 at 17:23

    Eu sou do tipo romantica, que ainda acredita no ar. Que construiu um amor pra vida toda e não algo descartável.
    Super curti o seu texto.
    Bjks
    http://www.maevaidosa.com

  • Reply Julia Moura 25 de novembro de 2014 at 18:01

    Que ótima reflexão , me identifiquei tanto HAHAA .
    Parabéns valeu super a pena ler … a muito tempo não encontrava um texto que me prendesse do começo ao fim.

    http://papo-deamiga.blogspot.com.br/

  • Reply meninapoderosa 25 de novembro de 2014 at 20:05

    Bem lindo o texto e teve um significado especial pra mim. Nunca é fácil!
    bjs
    Ari

  • Reply Patricia Quental 26 de novembro de 2014 at 10:55

    Eu sempre acho que todo esse desapego é irreal, as pessoas apenas vivem num momento social em que demonstrar sentir é ser fraco.
    O texto é incrivel e esse final é o que resume bem a lei dos ciclos de relacionamentos da vida. Infelizmente as vezes ciclos se fecham e nunca é fácil mas passa.
    Beijos
    http://www.doce-feito-pimenta.blogspot.com

  • Reply Arinalva 26 de novembro de 2014 at 11:54

    Eu acho que esse “desapego” que muitos mostram é só da boca pra fora ou nas redes sociais da vida, na real todo mundo sofre, pelo menos durante um tempinho.
    Bjs

    http://www.mademoisellebahia.com

  • Deixe o seu comentário