Liberdade de Expressão

lorena986 | via Tumblr

A internet nos propicia muitas coisas. Somos uma geração que cresceu, amadureceu e fortaleceu suas opiniões sentados à frente do computador. Existe muita coisa boa para se fazer e se aprender online. Quantos assuntos exploramos, pesquisamos, conhecemos, quantas coisas descobrimos, quantos textos lemos, quantas fotos observamos através da tela do computador? E isso é realmente fascinante e acredito que a maioria sinta-se perdido quando passa um dia ou dois longe do computador, do smartphone ou das redes sociais. Seja para pesquisar, compartilhar ou simplesmente interagir, a internet é extremamente útil e fascinante. O problema começa quando as pessoas utilizam a “coragem” ganha através da tela para colocar pra fora (e mostrar à todos) o que de pior guarda dentro de si.

O que mais vejo quando entro no facebook (ou qualquer outra rede social) não são as pessoas interagindo com seu círculo de amizades, conhecendo novas pessoas, compartilhando fotos ou tudo o que, pelo menos na teoria, era para ser feito ali. O que vejo são discussões intermináveis, xingamentos excessivos e uma falta de noção completa – tudo em nome da “liberdade de expressão”, dizem. Não acredito que existam coisas que não sejam passíveis de discussão – o que existe é local, hora e pessoas para se discutir. Discutir não é brigar: discutir é conversar, expôr pontos de vista diferentes e até chegar a uma conclusão, mesmo que uma das partes mude de opinião durante o processo. Não tem certo ou errado: as pessoas são diferentes, pensam de forma diferente e tem diferentes visões de mundo. Não é errado discutir, não é ruim – muito pelo contrário. Acredito que quanto menos tocamos num assunto, mais força ele ganha e as consequências são piores para todo mundo. Mas o que menos acontece nas redes sociais são discussões saudáveis. O que vejo é um bando de pessoas desnorteadas, cada qual querendo gritar mais alto e impor sua opinião como verdade absoluta a todo o universo – e isso eu não aceito. Ninguém concorda com uma pessoa porque essa gritou mais alto, teclou em caps look ou xingou a mãe do criador da rede social. Tem gente que ignora o conceito de “liberdade de expressão” e o confunde com uma porção de coisas. Liberdade de expressão não te dá o direito de desrespeitar os outros, não te dá o direito de excluir, oprimir, humilhar ou ridicularizar ninguém. 

Não vivemos em cima do muro. Todos temos opiniões formadas sobre uma porção de coisas, e sobre o que não temos vamos formando ao longo da vida. Não é errado discutir, mudar de ideia, perceber que errou e que podia aprender um pouquinho mais antes de julgar-se com toda a razão. Eu já mudei de ideia várias vezes sobre uma porção de coisas. Continuo mudando. Espero chegar aos 60 com muitas incertezas na cabeça ainda. Então, pra quê tanta prepotência? Aonde queremos chegar com isso? Será que somos mesmo os donos da razão? Quando eu era criança uma professora me disse que temos uma boca e dois ouvidos para escutar mais antes de falar – e nunca nada foi tão verdadeiro. O bom senso não exclui a liberdade de expressão, só nos dá a maravilhosa oportunidade de ponderar um pouquinho mais sobre o que dizemos, pensamos e acreditamos. Porque afinal, as palavras tem poder. E nós sabemos disso. 

Abertura da Copa com a Teka

copa-do-mundo-no-brasil-13

A Copa do Mundo começou! E quinta-feira nas redes sociais o que mais tinha era foto do pessoal torcendo, todo mundo de verde e amarelo, com família e amigos, todos juntos por um único motivo: Brasil! Assisti o jogo numa cobertura e o céu estava lindo! Tinha até comida personalizada pra Copa hahaha E claro, fotografei tudo pra vocês, desde o meu look até os enfeites do lugar, vamos conferir:

editada- (124)editada- (69)editada- (51)edotada- (199)editada- (112)10423819_761663300521356_7983589078028279898_neditada- (161)

Escolhi uma saia azul e uma blusa nas cores do Brasil, uma sapatilha azul. De noite esfriou um pouco e coloquei uma jaqueta branca. Na maquiagem, sombra e delineador azul, e acessório um brinco de penas verde e amarelo:

page0editada- (41)

E como foi a torcida de vocês no primeiro jogo do Brasil? Ainda tem muita bola pra rolar, e vamos continuar torcendo por nossa seleção.

Solteiros de Plantão

Semana do Dia dos Namorados e fiz entrevista com alguns casais que vocês podem conferir aqui e aqui. Fiquei muito feliz pela repercussão dos posts e queria agradecer novamente aos casais que participaram. E recebi também muitas mensagens de amigos que não namoram e ficaram depressivos com os textos. KEEP CALM! Fiz uma sessão de fotos com algumas blusas com o tema ”Dia dos Namorados” e vou mostrar em breve pra vocês, massss encontrei um texto da Marcella Fernanda que achei muito bom para os solteiros não ficarem tristes hahaha E esse post é especial pra vocês

fundo

”Estar solteiro não é estar sozinho, que fique claro. Sozinho é quem é metade, independente de estar namorando ou não. Estar solteiro é quase um estado de espírito, é a bipolaridade em forma de status de relacionamento. Como tudo na vida, tem seus altos e baixos, cada um opta pelo que prefere: uma vida leve ou o vício de sofrer. Ser solteiro é poder ir pro bar, pra balada, pro show, pro mundo. É ter romances e não ser de ninguém. É o carinho sem compromisso, o beijo sem decepção, histórias breves e sem mágoas. Tem quem escolha esperar o telefonema no dia seguinte e ficar criando ilusões, buscando jeitos novos de sofrer.  Ser solteira é ter o controle, é negociar com o coração, é pele, amigos, diversão. Mais sorrisos e menos lágrimas, mais desapego e menos drama. Ter alguém pra dividir é lindo, mas transformar o ter-alguém numa necessidade é triste, porque a maioria dos alguéns só subtrai, suga vida, sonhos, amor. Mas sabe o que é lindo também? Se completar. E ir brincando de amor e liberdade por aí, sem deixar a brincadeira ficar séria. Acima de tudo, ser solteiro é entender e esperar a hora certa, a pessoa certa, o que o destino reserva e amém. Porque não tem como apressar as coisas, só ir se entregando em vão, ir se perdendo e se machucando. Não tenho pressa, tenho amor. E sabendo do valor do amor e principalmente do meu, prefiro me poupar e continuar brincando. Porque se não vale a pena, nem entra na minha vida. Se não vai me fazer sorrir, por favor, não roube meu sorriso.”

tres

Fotografo: Renan Damascena
Blusa: Coleção Dia dos Namorados – Marisa
Calça: Calvin Klein

#VaiTerCopaSIM

CHEGOU O GRANDE DIA! Ok! Greve, manifestação e blábláblá. Chega disso! Chegou a hora de vestir a camisa e torcer pelo nosso país. E isso não quer dizer que eu seja a favor da corrupção, e de tantas outras coisas erradas que aconteceram no nosso país antes do finalmente evento ”Copa do Mundo”. Vai mudar alguma coisa ir contra a copa agora? Dinheiro já foi gasto, estádios foram construídos, passagens e ingressos foram comprados. AGORA É HORA DE TORCER! Esperar que dê tudo certo e que os investimentos feitos não sejam em vão. Eu vou gritar, ficar tensa numa cobrança, e berrar quando for preciso assistindo o jogo. É hora de vestir sua roupa verde e amarela, juntar os amigos e a família pra assistir, vibrar a cada lance. E pensando nesse momento de diversão, nada melhor que fotos para curtir esse momento de alegria da nossa seleção né? #VaiBrasil

Brasil BrasilBrasilBrasil

(Fotos no Senac – Amigos da Faculdade)

Dia dos Namorados – #parte1

O amor está no ar! E por conta da abertura da Copa do Mundo aqui no Brasil no dia 12 de junho, a Brahma criou o #Movimento11  (mais informações no link). E vocês, são a favor de mudar a data do dia dos namorados ou não?!

O importante é que as pessoas que namoram aproveitam todos os dias como se fosse o Dia dos Namorados, e a data é mais uma jogada de marketing para incentivar cada vez mais a venda e o consumo.

Enfim, eu fui em busca de histórias fofinhas e inusitadas de amor com os leitores do blog e agora vocês podem conferir aqui e se encantar, assim como eu:

Namoro

Mariana Gabriele, 19 anos e Luiz Felipe Idade, 21 anos. Estão juntos 1 ano e 9 meses.

”Olha, minha história com o Luiz é um tanto quanto engraçada. Pois uma amiga comentou comigo sobre ele, e comentou com ele sobre mim. Um belo dia eu comecei a segui-lo no twitter e uns 3 dias depois ele me adicionou no facebook. Viramos hiper amigos e depois de dois meses nos encontramos, ficamos e começamos a namorar hahahaha E estamos juntos até hoje!”

Namoro

Giovanna e Vinícius, eles têm 18 anos. Estão juntos 1 ano e 1 mês.

”Nos conhecemos no colégio 6 anos atrás quando caímos na mesma sala. Começamos a ser amigos e acabamos nos tornando melhores amigos, nas férias de Julho ele que ainda não tinha beijado ninguém pediu pra ficar comigo pelo msn e eu aceitei… Depois disso foi cada um vivendo suas histórinhas de amor, até que no terceiro ano do colégio descobrimos a nossa paixão e começamos a namorar!”

Namoro

Amanda Araújo e Lucas Fuzikawa, eles têm 18 anos. Estão juntos 1 ano e 1 mês.

 ”Nos conhecemos na Igreja, estávamos participando de um encontro de adolescentes e ai coincidiu de almoçarmos lado a lado. E daí em diante tudo desenrolou.”

Namoro

Thalita Martins, 17 anos e Daniel Fernando, 16 anos. Estão juntos 2 anos.

”Foi um pouco engraçado o modo como nos nos conhecemos. Ele era novo no colégio e quase ninguém tinha falado com ele até então. Quando eu cheguei, havia na sala de aula apenas um lugar, na frente dele, e então foi lá que eu sentei. Estávamos na aula de matemática e eu o chamei para fazer dupla comigo no trabalho, papo vai, papo vem e nós começamos a nos falar muito, e foi aí que num dia de simulado no colégio foi nosso primeiro beijo, e assimcomeçamos a namorar e estamos juntos até hoje.”

Namoro

Camila Sena, 20 anos e Filipe Boldrim 18 anos, eles estão a 2 anos.

”Estudávamos na mesma escola. E, assumo: eu não o suportava!!! Ele era muito “mala sem alça” e chato (juro!). E eu, namorava outra pessoa. Até que, através do Twitter (naquela época em que as pessoas nos seguiam e avisavam, sabe? “Tô te seguindo”) nós tivemos o nosso primeiro contato, que, no caso, ele me “seguiu”. Acabei descobrindo que ele era legal (hahaha). Trocamos nossos MSNs e, pimba… Não nos largamos mais. Desde aquele dia, nós passamos a conversar com muita freqüência e aquele papo de “mala sem alça” e chato transformou-se numa amizade linda… Sim! Amizade! Ele se tornou o meu melhor amigo e vive-versa. Dividíamos todos os nossos segredos, saíamos juntos… Ele até me ajudava em relação ao meu namoro (que chegou ao fim um pouco depois) e eu, à ele, em seus rolos infinitos. Coisa doida, né? Éramos parceiros de verdade! Até que a vida assoprou bem forte por aqui, trocando as coisas de lugar. Terminei meu namoro. Logo, (por ironia do destino, ou sei lá o que) ele também não foi feliz no amor. Ok. Tudo errado… Ou não. Marcamos de ir ao cinema pra nos distraímos. Pra falar a verdade, eu não queria ir… Estava mega cansada depois de trabalhar o dia inteiro e não estava no pique. Pois é… Mas… Fui, né? Pelo meu melhor amigo, eu fui. O que eu não sabia, é que naquele dia, as coisas mudariam pra nós… Parece meio clichê, mas, naquela sala de cinema, rolou nosso primeiro beijo. Não sei explicar se foi por conta da carência, ou, se rolou porque tinha que rolar mesmo… Mas foi bom! Eu me senti segura. Tão bem… Ele foi lindo. E desde então, todas as idas ao cinema e a qualquer lugar, nunca mais foram as mesmas… Aos poucos, nós nos apaixonamos um pelo outro e, logo após a nossa viagem de formatura do colégio, fui pedida em namoro com direito a aliança em mãos, e tudo. E aqui estamos… Felizes!!! Parece que encontrei quem me faltava. Se tivéssemos combinado, não teria dado tão certo! Ainda somos os melhores amigos do mundo, só que, agora, com um toque especial! Hoje, canto pra ele aquela música do Jazon Mraz com a Colbie Caillat, que diz “… Lucky, i’m in love with my best friend (…)” pois, é isso… “Sorte a minha estar apaixonada pelo meu melhor amigo…”. Espero que tenham gostado e fiquem de olho, pois o amor pode estar bem ao ladinho de vocês! Beijinhos”

Continuação de casais contando sua história de namoro no próximo post :)