Resenha: Não se iluda, não

DSC_01280000

O novo livro da Isabela Freitas já bateu recordes e está sendo o livro mais vendido do momento. Comprei o ‘Não se iluda, não’ assim que cheguei de viagem e terminei o livro bem rápido. Pra quem não sabe, eu dei entrevista no portal G1 sobre o primeiro livro ‘Não se apega, não’, você pode ler mais sobre isso aqui e também tem resenha do primeiro livro nesse post.

No último sábado (08/08) eu fui na tarde de autográfos no shopping Center Norte e tive o prazer de conhecer a autora do livro! Fofa, sorridente e não parou de autografar por horas e horas seguidas… e tinha muuuuuita gente viu?! Na última sessão de fotos que eu fiz, fotografei com o livro e fiquei apaixonada pelas fotos, então vai estar tudo nesse post! hahaha Mas, vamos a resenha do novo livro agora né  *-*

pagepage02

”Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe… Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de ‘Não se apega, não’. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.”

DSCN7986

Começo essa resenha dizendo que me apaixonei ainda mais pelos textos da Isabela Sou daquelas que lê um livro e fico louca pra saber o que vai acontecer na história e saber logo o final, mas ao mesmo tempo sei que vou sentir falta do livro… Então tento me controlar e não devorar o livro num dia só. Tentei criar a meta de ler só um capítulo por dia, mas ok, não deu certo… Foram 11 capítulos, 270 páginas… lidos em apenas três dias.

Nesse livro, dá pra perceber o quanto a Isabela amadurece em relação a seus sentimentos, e não depende mais dos namoros e das amizades para ser feliz. Assim ela corre atrás do seu maior sonho: escrever e publicar seu livro. Seguindo a mesma linha do primeiro livro, ela narra histórias  – como a viagem para Costa do Sauípe, seu emprego numa editora, o final de semana em Ibitipoca – e ao mesmo tempo comentando como ela se sente, o que ela pensa sobre tudo que acontece, e claro: muitos conselhos!

DSCN8014DSCN8005DSCN7997

Cada nova página de um capítulo se inicia com uma frase, e no verso um post do blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. O blog vai crescendo cada vez mais e as pessoas vão comentando pra saber o que acontece depois em sua vida, pois os textos que são publicados falam sobre os seus desejos, vontades, amigos, o que acontece na viagem (tudo em anônimo e sem citar o nome dos personagens, que aparecem apenas com a letra inicial).

Não tem como para de ler, SÉRIO! A cada capítulo você se surpreende mais e quer saber logo o que vai acontecer em seguida… Desde o primeiro livro me identifiquei com várias situações e frases que li, dessa vez não foi diferente. Separei alguns trechos:

”Sempre vi nos filmes e livros que seguir o coração é o melhor caminho. Mas o que meu coração está dizendo neste momento? Com certeza balbucia palavras em outro idioma, porque não o entendo muito bem.

Quando você entender que a decepção é inevitável… Você vai ser mais feliz. E se despedir, com um sorriso no rosto, assim que alguém quiser sair da sua vida.

Ninguém precisa ser forte o tempo inteiro. Chore. De raiva, de amor, de saudade. Lágrimas são pedaços de sentimentos se esvaindo de nós. Nosso corpo às vezes não suporta tanto.

O passado diz muito sobre quem somos e sobre o que podemos nos tornar. Seria ultrajante dizer que o passado nos molda, mas ele revela mais do que palavras são capazes de expressar.

”Sabe, sempre gostei de escrever. Escrever é como uma terapia para mim, os sentimentos vêm e eu preciso colocá-los para fora. Em forma de palavras. Tem um modo mais bonito de sentir? Se tiver, desconheço. É como se o ato de colocar um sentimento em palavras fizesse com que ele se concretizasse.”

DSCN8003

Sem mais spoiler do livro, essa é mais uma indicação! Espero que gostem do livro assim como eu Agradecimento em especial a Milena Paiva que arrasou nas fotos e em breve tem post aqui contando tudo sobre esse dia! Conheçam um pouco mais sobre o trabalho dela na fanpage.

Pode ser que você também goste:

2 Comentários

  • Reply Fany 13 de agosto de 2015 at 19:57

    Ameeeeeeeeeeeei seu post! Essa Isa Freitas é maravilinda mesmo em? Ela arrasou no não se apega não, estou louca pra ler esse <3

    http://www.mundodefany.com.br/

    • Reply Teka Tecla 13 de agosto de 2015 at 20:04

      Ownnnn, obrigada viu! *-*
      Ela é linda e super fofa <3 Compraaa o livro, vale a pena.

      Beijos e obrigada :)

    Deixe o seu comentário