Sei lá. Ela nunca soube…

- (22)

Sei lá. Ela nunca soube o que escolher. Sempre foi o tipo de garota que não consegue se decidir. Que nunca se decide. Que por medo de arriscar em escolher errado, nada escolhe. Tão desinteressada, tão ela. Folheia revistas sem paciência para ler sobre a vida alheia, fala sério. Mal tem tempo de resolver os problemas da sua vidinha, vai querer saber dos problemas dos outros? Passa por todos canais da televisão procurando algo que lhe interesse. Mas nada interessa. Conversa com as pessoas e dá seus melhores sorrisos. Sempre fingindo achar graça das idiotices que escuta. Irônica e sarcástica, você nunca saberá se ela está realmente sorrindo porque gosta de você ou se ela te acha um completo idiota. Vai saber né. Indecifrável, é o que ela é.

Sempre rodeada de amigas que queriam saber como ela faz pra ser assim. Tão inatingível. Nem ela sabe porque nada a afeta. Simplesmente, ela não se importa. Nunca se importou. Talvez tenha se machucado tanto que resolveu se desligar do mundo, esquecer as emoções, dar um basta nos sentimentos. As pessoas que hoje em dia não se importam mais, são aquelas que um dia já se importaram demais. Triste? Que nada. Ela não liga se ela se tornou tão amarga e desacreditada que nada mais faz diferença. Ela só quer ser livre entende? Sem ter que dar satisfação a ninguém. Quer ser a dona de si. Dona dos seus quase sentimentos. Dos seus quase sorrisos.

Meninas normais esperam que o amor um dia bata às suas portas, ela? Espera que quando o amor bata, ela esteja ocupada demais para atender. Lendo um livro talvez, falando no celular uma amiga. E por ser desse jeitinho especial, ela se tornou um mistério. Um mistério que todo e qualquer homem quer (e precisa) desvendar. Afinal, o que fazer para que aquele coração bata de novo? O que fazer para que ela dê um sorriso verdadeiro? O que fazer para que ela te ligue ao menos uma vez? O que fazer para que ela não te abandone no dia seguinte? Porque ela abandonará. Você sabe.

E o mais incrível é que ela não esconde o que é. Diz pra quem quiser ouvir que ela não se importa, que ela não tem sentimentos. ”Não se apega não”. Mas como não se apegar? Como não se apegar àquele jeito meio irônico meio sarcástico que só ela tem? Como não se apegar àquele jeito descontraído, como se nada no mundo a abalasse? Não tem jeito. Quanto mais as pessoas tentam não se apegar, mais se apegam à ideia de descobrir quem é ela. Porque ela é assim. 

Sabe, não é que ela seja fria, ela só não achou ninguém que a aqueça. Alguém que a faça se interessar. Alguém que a faça sentir de novo. Mas enquanto essa pessoa não aparece? Ela continua com sua vidinha, sem maiores emoções, sem grandes sentimentos e sem qualquer envolvimento. Passar bem! Foi ótimo te conhecer. Até nunca mais.

– Isabela Freitas

Pode ser que você também goste:

13 Comentários

  • Reply Maria Eduarda 5 de julho de 2014 at 17:15

    Esse texto descreveu uma amiga minha rsrsrs

    • Reply tekatecla 5 de julho de 2014 at 17:18

      Acredito que muitas pessoas devem se identificar, é bem real o que o texto fala… E manda o link do texto pra sua amiga ler :D hahaha
      Beijos e volte sempre :*

  • Reply blogparadateen 5 de julho de 2014 at 22:10

    Adorei o texto, me identifiquei bastante !
    Já conhece o meu blog? Espero sua visitinha ok?! Ahh e se puder, dá um like na minha fanpage pra ajudar na minha meta … Beeeeijos, ♥
    http://www.paaradateen.com
    http://www.facebook.com/PAARADATEEN

    • Reply tekatecla 8 de julho de 2014 at 23:53

      Fico feliz em saber que se identificou e existem bastante pessoas assim…

      Obrigada e volte sempre :*

  • Reply Carol Soledade 6 de julho de 2014 at 14:37

    Eu me achava estranha por ter tão poucos sentimentos, mas foi ótimo – sem exagero algum – ver que isso é uma qualidade, e que não sou tão sozinha assim!
    thesoledade.com

    • Reply tekatecla 8 de julho de 2014 at 23:52

      É muito bom saber que não somos as únicas com o ‘coração frio’ né?

  • Reply sobretudosite 6 de julho de 2014 at 22:53

    Que texto bacana! Super bem escrito e cheio de sentimento! Seu blog é cheio de conteúdo legal Sthefani! Parabéns! Confesso que dei uma olhadinha rápida mas pretendo voltar várias vezes. Fiquei feliz com seus comentários, estou começando, mas espero te ver por lá muitas outras vezes. Um beijão!
    http://sobretudosite.wordpress.com/

    • Reply tekatecla 6 de julho de 2014 at 23:53

      Ownn, fico muito feliz com os elogios, obrigaaaada! *-* E volte sempre que puder, boa sorte com seu blog e sucesso :) Beijos :*

  • Reply niiolive 7 de julho de 2014 at 15:24

    Texto de menina decidida e independente, adorei.
    Grande beijo
    Vem me visitar?
    http://www.umanoiteemparis.com/

    • Reply tekatecla 8 de julho de 2014 at 23:58

      Esse texto mostra uma menina independente mesmo!
      Obrigada e volte sempre :*

  • Reply Julia Charan 8 de julho de 2014 at 01:00

    Posso te abraçar durante anos depois desse texto?
    É exatamente assim que eu sou!!!
    Amei o seu blog, ele é muito lindo. Amei a forma que você escreve, parabéns, de verdade!
    Beijos
    Jú Charan
    ganheiumlivro.blogspot.com

    • Reply tekatecla 9 de julho de 2014 at 00:00

      Esse texto é maravilhoso *-*
      Obrigaaaada pelos elogios e volte sempre :*

    Deixe o seu comentário