Encontrado na tag

Faculdade

Dia Mundial da Gentileza – De Graça

Será que somente hoje, dia 13 de novembro, que se comemora o DIA MUNDIAL DA GENTILEZA é que devemos praticar boas ações? Hoje em dia, as pessoas costumam pensar apenas em si mesmas, ignorando o mundo que existe a sua volta. Com esse pensamento egoísta, não percebem o quanto pequenos gestos simples e sinceros podem mudar o dia, ou até mesmo a vida de alguém.

Pensando nisso, hoje resolvi compartilhar trabalhos da minha turma na faculdade. A proposta era criar alguma forma de anunciar algo de graça, sem valor monetário. Foi criada uma página no facebook que vocês podem acompanhar/curtir/compartilhar, ”De Graça”! ”Página dedicada à publicação dos projetos “De graça”. Tem muita coisa de graça que muita gente se esquece de lembrar. A gente anuncia pra você.”  O que você faz de graça à outra pessoa e tem um grande valor? Como uma pequena atitude pode mudar o dia de alguém?

Renan Damascena e o Victor Junqueira criaram um vídeo incentivando o riso, ressaltando o quanto é importante viver momentos felizes, divertidos e engraçados: sozinho, junto e misturado. Propõe ao público dar mais valor aos momentos de encontro e causar uma conscientização de que a diversão e as risadas dependem do nível de interação que temos com as pessoas e o mundo real.

Deise Esteves e Luciana Oliveira pensaram na proposta de um jeito diferente. Elas quiseram fugir do óbvio e escolheram a palavra ‘perdão’ para desenvolver o trabalho. ”Perdão é uma explosão de sentimentos que sentimos, seria basicamente um pacote de sentimentos “de graça”, e levamos essa pegada do jogos 8bits na composição do coração, como aquele jogo tetris, como se faltasse uma peça para completar o coração, e essa peça, é o ato do perdoar.”

O Felipe Picolo e o André Crespo quiseram transmitir a idéia de que não é preciso esperar as coisas ficarem ruins para dar valor as coisas boas.

A Gabriele Lavreca e Giuliana Meneses escolheram a palavra “sonho”, na coragem de seguir um caminho que era desejado quando criança. A palavra “Realize” foi o slogan escolhido na intenção de fazer com que o receptor da mensagem entenda o motivo do anúncio: realizar seus sonhos de infância, que podem permanecer na vida adulta.

Preocupar-se com o bem-estar dos outros é sinal de boa educação e muito respeito. Aproveite o dia de hoje e descubra como é bom dar e receber gentilezas. Pois, tudo o que vai, também volta e isso é um bom começo para mudar a sua vida! Espero que vocês tenham gostado :) Em breve vou compartilhar com vocês o meu trabalho, realizado com a Isabela Pio.

4 anos de Instagram

Dia 6 de outubro, o Instagram completou 4 anos de existência. Fundado em 2010 pelo brasileiro Mike Krieger e o norte-americano Kevin Systrom, a rede social de compartilhamento de fotos já conta com mais de 200 milhões de usuários em todo o mundo, que publicam, em média, 60 milhões de imagens por dia. O Brasil está entre os cinco maiores mercados em número de usuários.

O aplicativo estreou na App Store, em 2010 e, no mesmo dia, tornou-se o app mais baixado, chegando a 1 milhão de usuários em dezembro do mesmo ano. Em abril de 2012, uma semana após lançar uma versão do app para o sistema Android, o Facebook comprou o Instagram por US$ 1 bilhão, um recorde para época. Em maio de 2013, o Instagram lançou o Photos of You (ferramenta que permite marcar amigos nas fotos), seguido pelo lançamento de vídeos em junho e o Direct em dezembro.

Na faculdade, fiz um trabalho com a Isabela Pio e o Felipe Meneses com uma campanha para o Instagram, e hoje vou compartilhar com vocês. A ideia era: fazer a divulgação do Instagram, sem falar o nome do serviço/logo. Então pensamos em utilizar as #hashtags e os filtros nas fotos para lembrar o aplicativo.

insta1(Cartaz)

insta2(Cartaz)

insta3(Televisão do metro)

insta4(Página Dupla para Revista)

Quem me acompanha sabe que eu sou apaixonada pelo app e estou sempre postando fotos e vídeos, e se você não me segue ainda, está aqui o user: @sthefanigabriela e @tekatecla.

Brasilidade

Hoje vou mostrar pra vocês algumas fotos que tirei para um trabalho da faculdade. A proposta era fazer um cartaz com o tema ”Brasilidade”, fugindo do óbvio (carnaval, futebol e mulher). Eu e minha amiga – Isabela Pio – procuramos na internet sobre os turistas que estavam passeando no Brasil na época da Copa do Mundo, e muitos falavam da gentileza dos brasileiros, o sorriso no rosto, abraço, beijo, e carinho. E alguns fatos curiosos que encontramos:

”Por aqui os casais se beijam e demonstram afeto em público, o que não acontece em muitos países, como Estados Unidos e Canadá.”

”É rápido fazer amigos, tanto na favela quanto nos condomínios mais exclusivos.”

Os brasileiros são muito vivos e cheios de energia.” Para os gringos, estamos sempre nos mexendo, subindo e descendo, pra lá e pra cá. Ufa!

”Os brasileiros se abraçam muito mais, aplaudem o pôr do sol e falam “Boa praia!” para as pessoas.”
.
”Os brasileiros passam a impressão de serem felizes simplesmente por estarem vivos, algo muito valorizado pelos estrangeiros e que dividimos com outros povos, como os indianos e os turcos.”
 .
E focando no lado afetivo, fotografei algumas pessoas (pai, mãe, irmã e amigos) para fazer o trabalho, e abaixo vocês podem conferir as fotos:
.
 .
Vocês gostaram das fotos? :) Eu achei uma mais fofa que a outra hahaha Sou suspeita pra falar! Gostaria de agradecer aos meus pais, irmã e amigos que aceitaram ser fotografados. Em breve eu mostro o resultado do trabalho pra vocês!
 .

Túnel do tempo do design gráfico no Brasil

Dica cultura pra quem gosta de visitar exposições ligadas ao design! Inspirado no livro Linha do tempo do design gráfico no Brasil, organizado por Chico Homem de Melo e Elaine Ramos, diretora de arte da Cosac Naify, a exposição “Túnel do tempo do design gráfico no Brasil” apresenta um panorama da trajetória do design brasileiro, além da exibição de peças originais, entre revistas, livros e fac-símiles de cartazes representativos da época.

DSCN3315

São 140 peças que apresentam um panorama do design brasileiro dos séculos XIX e XX. Entre os destaques estão a primeira edição da revista Cruzeiro, o cartaz da 1ª Bienal de São Paulo e a capa de Calabar, um disco censurado de Chico Buarque. Os objetos serão exibidos dentro de um túnel de 25 metros de comprimento, em ordem cronológica.

DSCN3358DSCN3333

“A força da mostra está no conjunto de obras. Ela se pretende didática, foi pensada tanto para designers como para não-designers. Os designers encontrarão trabalhos raros, que já viram em livros, mas não ao vivo”, afirma Chico Homem de Melo, curador da mostra.

DSCN3362

Gostei bastante de visitar a exposição e descobrir os motivos e as influências que foram mudando o design dos cartazes, livros, e revistas. É bem legal ler o contexto histórico do momento e analisar o que estava acontecendo no período. Em 1808 por exemplo, é curioso saber como foi produzido grande parte dos impressos, com a técnica conhecida como ”tipografia de tipos móveis de chumbo”, inventada por Gutenberg.

DSCN3336

Conhecemos também sobre a época da fotografia, e de outros estilos que dominavam. Como exemplo, em 1980 em que a fotografia assumiu o comando, e as capas dos discos dos grupos de rock estampavam cenas gráficas movimentadas produzidas pela combinação entre fotografia e colagem. No século 20, a trajetória do uso de imagens no design começa com a predominância da ilustração e caminha em direção à fotografia. E nos anos 1980, a imagem fotográfica passou a dominar também as capas de livro, como o Continental Op.

DSCN3349

Aos que gostam de descobrir cada vez mais sobre a evolução do design e sobre a comunicação em geral, vale a pena visitar! Além disso, o Sesc Pompéia é um lugar lindo.

DSCN3392

Valor: Gratuito
Onde: Sesc Pompeia
Endereço: Rua Clélia, 93 Água Branca – Oeste, SP
Quando:  21 de agosto até 26 de outubro
Horário: terça à sábado das 09h às 21h e aos domingos das 09h às 19h
 . 
Boa visita!

Fotografia na Faculdade

Como muitos leitores já sabem, eu faço faculdade de Publicidade e Propaganda, entrei esse ano e estou no segundo semestre. Uma das matérias que tive era Fotografia, e eu aprendi muita coisa que eu nem imaginava. Ser fotografo NÃO é só pegar uma câmera e sair fotografando por ai, saibam disso. Você aprende várias funções de uma câmera, sobre luz, foco, abertura, profundidade e muito mais! E resolvi mostrar pra vocês o meu primeiro trabalho de fotografia na faculdade.

O que tinha que fotografar?

”Capturar diferentes imagens demonstrando os conceitos de obturação (velocidade) e profundidade de campo (abertura).”

Vocês que pensam que fotografar é só pegar a câmera e apertar um botão, estão muuito enganados (é sério!). Comecei aprendendo o que era o obturador e diafragma, só por ai, dá pra saber que não é tão simples assim… E ainda mexer no zoom, e no foco da câmera.

O trabalho era tirar 4 fotos: uma com movimento e que ficasse ”congelada”, com movimento e ”borrada”, com muita profundidade, e com pouca profundidade. O professor entrega a câmera da mão do aluno e você está #livre para andar na faculdade e fotografar o que quiser utilizando os conceitos que ele ensinou nas aulas! Vejam as fotos:

1- Tentativa de tirar uma foto com muita profundidade:

2- Tentativa de tirar foto com pouca profundidade: (deixar o fundo desfocado)

Essas duas fotos mostram bem sobre profundidade e foco, na primeira foto a torre não está focada, chamando atenção o cubo, o livro e bola no fundo. E na segunda foto, a torre está focada, deixando sem foco os objetos que estão atrás:

E essas são as fotos que eu escolhi para entregar no trabalho:

1- Foto com movimento – Borrada 

2- Foto com movimento – Congelada 

3- Foto com muita profundidade

4- Foto com pouca profundidade (fundo desfocado)

Adorei as aulas de Fotografia, e espero aprender cada dia mais! Qual foto vocês mais gostaram? Se quiser saber mais informações sobre a faculdade, ou o curso é só deixar um comentário no post que eu respondo, e vou estar sempre compartilhando com vocês outros trabalhos da faculdade também :) Beijos!