Encontrado na tag

Isabela Freitas

Demonstrar sentimentos ou provar com atitudes?

large

E eu nunca disse o que sentia por medo de que se fosse dito em voz alta, viesse a se tornar realidade.

Nunca fui muito boa em lidar com sentimentos, sabe. Sentimentos são complicados e me dão enjoo. Enjoo do tipo de ficar com aquele frio na barriga toda vez que eu te vejo. Maldito seja o frio na barriga. Toda vez que sinto sei que as coisas estão fora do controle. Os sentimentos estão fora de controle. Eu posso não conseguir controlar o que sinto mas ainda bem que fui abençoada com a capacidade de manter minha boca fechada. Ouvir de mim o que eu sinto por você? DifícilPrimeiro porque tenho bloqueio em dizer o que sinto pra qualquer pessoa; mãe, pai, irmã, irmão. Só digo para meus animais de estimação porque sei que eles não vão responder e eu não vou ter que vivenciar uma daquelas cenas melosas de filme. “Te amo tanto, você é tudo na minha vida” Também te amo querida, morro por você”. PAROU POR AI.

Demonstrar sentimentos é a mesma coisa que ficar vulnerável. Se eu disser o que realmente sinto, tenho a certeza de que irei me sentir no meio de um campo de guerra pronta para levar um tiro fatal a qualquer momento. Dizer nossos sentimentos em voz alta faz com que se tornem realidade, faz com que o mundo saiba disso, faz com ele saiba disso. E eu não consigo, não suporto, o orgulho não deixa e o medo me impede. Mas eu sinto um turbilhão de emoções, uma porrada de sentimentos. Todos eles aqui, misturados, guardados, ocultados. Às vezes não consigo e transbordo eles em forma de atitudes que eu espero que você seja esperto o suficiente para perceber. Fazer o que, é o meu jeito.

large

Odeio pessoas que cobram ouvir o dia inteiro o quanto gostamos delas. Acho que se parássemos pra prestar atenção em cada detalhe e em cada gesto, saberíamos muito bem como a outra pessoa se sente em relação a nós. Eu posso não ter capacidade de dizer “Eu te amo”, mas se lembra quando eu te ligava de madrugada morrendo de saudades? Querendo te ver? Esse era meu jeito de dizer que eu te amava. Eu posso não ter a capacidade de dizer que morreria por você,  mas lembra quando você arranjou uma briga no meio da boate e eu entrei na frente? Pois é. Posso não conseguir dizer o quanto você é incrível e que te admiro demais, mas sabe quando eu fico te olhando com um sorriso bobo e você pergunta “Que foi?”.. Esse é meu jeito de mostrar o quanto te admiro. Posso não ser a pessoa mais sentimental do mundo e nem a mais meiga das mulheres que você já conheceu, mas te garanto um carinho nas horas em que você estiver triste e um abraço quando você mais precisar. Nunca consegui te dizer que não queria te perder e que queria você para sempre, mas se lembra dos abraços apertados que eu te dava? Então. Gestos que demonstram tudo. Tudo aquilo que eu não consigo te dizer.

Talvez eu seja só mais uma covarde que não diz o que sente porque tem medo de admitir que ainda tem um coração. É, talvez eu seja. Mas fazer o que se eu cresci ouvindo que atitudes valem mais do que palavras?

– Isabela Freitas

Desapega, Isabela: Site para promover o livro ”Não se apega, não”

ÍNICIO

Se você está chegando agora no blog, eu: Sthefani Monteiro – Faço faculdade de Publicidade e Propaganda e já mostrei vários trabalhos meus no blog, você pode conferir todos aqui. Hoje vou contar sobre um projeto super legal que planejei na faculdade. A proposta era promover a venda de um livro de ficção através de um site criativo e inovador. O livro que meu grupo escolheu (eu, Isabela Pio e Larissa Zanella) foi o: ”Não se apega, não” da Isabela Freitas. Inclusive, já fiz resenha sobre ele no blog. 

O trabalho foi desensolvido em três meses, desde pesquisa com leitores, fãs do livro, entrevista nas livrarias, vídeos, informações no blog da autora e redes sociais, referências de layout e até criamos um grupo no Facebook com a intenção de conversar os leitores do livro (clica aqui e entre no grupo). Mergulhamos de cabeça na ideia desse trabalho para ter um resultado legal no final. Percebemos então que o público alvo do livro são meninas jovens, que costumam ler mais de quatro livro por ano e acompanham o blog da Isabela. Gostaria de deixar claro que o site não está no ar por ser apenas um trabalho da faculdade.

O nome do site é: DESAPEGA, ISABELA! Pensando num contato maior dos leitores com a autora do livro, criamos um site com a ideia de uma rede social. Como as pessoas conheceriam o www.desapegaisabela.com: quem tem o livro saberia através das redes sociais da autora, e faríamos uma ação nas ruas com as frases e conselhos da Isabela e assim as pessoas chegariam até o Instagram/Site. Veja o infográfico:

infográfico

O diferencial é o ”Espaço Fã” onde os usuários têm 5 categorias para navegar. Para saber mais informações de cada categoria, assista o vídeo de visualização do site abaixo.
ESPAÇO FÃ

Ação para conhecerem o livro:

Visualização do site:

Nós adoramos o resultado do site, espero que vocês tenham gostado também! Obrigada a todos que de alguma forma contribuiram para que esse projeto tenha sido realizado. Beijos e até a próxima :*

Resenha: Não se iluda, não

DSC_01280000

O novo livro da Isabela Freitas já bateu recordes e está sendo o livro mais vendido do momento. Comprei o ‘Não se iluda, não’ assim que cheguei de viagem e terminei o livro bem rápido. Pra quem não sabe, eu dei entrevista no portal G1 sobre o primeiro livro ‘Não se apega, não’, você pode ler mais sobre isso aqui e também tem resenha do primeiro livro nesse post.

No último sábado (08/08) eu fui na tarde de autográfos no shopping Center Norte e tive o prazer de conhecer a autora do livro! Fofa, sorridente e não parou de autografar por horas e horas seguidas… e tinha muuuuuita gente viu?! Na última sessão de fotos que eu fiz, fotografei com o livro e fiquei apaixonada pelas fotos, então vai estar tudo nesse post! hahaha Mas, vamos a resenha do novo livro agora né  *-*

pagepage02

”Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe… Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de ‘Não se apega, não’. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.”

DSCN7986

Começo essa resenha dizendo que me apaixonei ainda mais pelos textos da Isabela Sou daquelas que lê um livro e fico louca pra saber o que vai acontecer na história e saber logo o final, mas ao mesmo tempo sei que vou sentir falta do livro… Então tento me controlar e não devorar o livro num dia só. Tentei criar a meta de ler só um capítulo por dia, mas ok, não deu certo… Foram 11 capítulos, 270 páginas… lidos em apenas três dias.

Nesse livro, dá pra perceber o quanto a Isabela amadurece em relação a seus sentimentos, e não depende mais dos namoros e das amizades para ser feliz. Assim ela corre atrás do seu maior sonho: escrever e publicar seu livro. Seguindo a mesma linha do primeiro livro, ela narra histórias  – como a viagem para Costa do Sauípe, seu emprego numa editora, o final de semana em Ibitipoca – e ao mesmo tempo comentando como ela se sente, o que ela pensa sobre tudo que acontece, e claro: muitos conselhos!

DSCN8014DSCN8005DSCN7997

Cada nova página de um capítulo se inicia com uma frase, e no verso um post do blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. O blog vai crescendo cada vez mais e as pessoas vão comentando pra saber o que acontece depois em sua vida, pois os textos que são publicados falam sobre os seus desejos, vontades, amigos, o que acontece na viagem (tudo em anônimo e sem citar o nome dos personagens, que aparecem apenas com a letra inicial).

Não tem como para de ler, SÉRIO! A cada capítulo você se surpreende mais e quer saber logo o que vai acontecer em seguida… Desde o primeiro livro me identifiquei com várias situações e frases que li, dessa vez não foi diferente. Separei alguns trechos:

”Sempre vi nos filmes e livros que seguir o coração é o melhor caminho. Mas o que meu coração está dizendo neste momento? Com certeza balbucia palavras em outro idioma, porque não o entendo muito bem.

Quando você entender que a decepção é inevitável… Você vai ser mais feliz. E se despedir, com um sorriso no rosto, assim que alguém quiser sair da sua vida.

Ninguém precisa ser forte o tempo inteiro. Chore. De raiva, de amor, de saudade. Lágrimas são pedaços de sentimentos se esvaindo de nós. Nosso corpo às vezes não suporta tanto.

O passado diz muito sobre quem somos e sobre o que podemos nos tornar. Seria ultrajante dizer que o passado nos molda, mas ele revela mais do que palavras são capazes de expressar.

”Sabe, sempre gostei de escrever. Escrever é como uma terapia para mim, os sentimentos vêm e eu preciso colocá-los para fora. Em forma de palavras. Tem um modo mais bonito de sentir? Se tiver, desconheço. É como se o ato de colocar um sentimento em palavras fizesse com que ele se concretizasse.”

DSCN8003

Sem mais spoiler do livro, essa é mais uma indicação! Espero que gostem do livro assim como eu Agradecimento em especial a Milena Paiva que arrasou nas fotos e em breve tem post aqui contando tudo sobre esse dia! Conheçam um pouco mais sobre o trabalho dela na fanpage.