Encontrado na tag

Resenha

Resenha: Não se iluda, não

DSC_01280000

O novo livro da Isabela Freitas já bateu recordes e está sendo o livro mais vendido do momento. Comprei o ‘Não se iluda, não’ assim que cheguei de viagem e terminei o livro bem rápido. Pra quem não sabe, eu dei entrevista no portal G1 sobre o primeiro livro ‘Não se apega, não’, você pode ler mais sobre isso aqui e também tem resenha do primeiro livro nesse post.

No último sábado (08/08) eu fui na tarde de autográfos no shopping Center Norte e tive o prazer de conhecer a autora do livro! Fofa, sorridente e não parou de autografar por horas e horas seguidas… e tinha muuuuuita gente viu?! Na última sessão de fotos que eu fiz, fotografei com o livro e fiquei apaixonada pelas fotos, então vai estar tudo nesse post! hahaha Mas, vamos a resenha do novo livro agora né  *-*

pagepage02

”Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe… Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de ‘Não se apega, não’. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.”

DSCN7986

Começo essa resenha dizendo que me apaixonei ainda mais pelos textos da Isabela Sou daquelas que lê um livro e fico louca pra saber o que vai acontecer na história e saber logo o final, mas ao mesmo tempo sei que vou sentir falta do livro… Então tento me controlar e não devorar o livro num dia só. Tentei criar a meta de ler só um capítulo por dia, mas ok, não deu certo… Foram 11 capítulos, 270 páginas… lidos em apenas três dias.

Nesse livro, dá pra perceber o quanto a Isabela amadurece em relação a seus sentimentos, e não depende mais dos namoros e das amizades para ser feliz. Assim ela corre atrás do seu maior sonho: escrever e publicar seu livro. Seguindo a mesma linha do primeiro livro, ela narra histórias  – como a viagem para Costa do Sauípe, seu emprego numa editora, o final de semana em Ibitipoca – e ao mesmo tempo comentando como ela se sente, o que ela pensa sobre tudo que acontece, e claro: muitos conselhos!

DSCN8014DSCN8005DSCN7997

Cada nova página de um capítulo se inicia com uma frase, e no verso um post do blog onde assina como ‘A Garota em Preto e Branco’. O blog vai crescendo cada vez mais e as pessoas vão comentando pra saber o que acontece depois em sua vida, pois os textos que são publicados falam sobre os seus desejos, vontades, amigos, o que acontece na viagem (tudo em anônimo e sem citar o nome dos personagens, que aparecem apenas com a letra inicial).

Não tem como para de ler, SÉRIO! A cada capítulo você se surpreende mais e quer saber logo o que vai acontecer em seguida… Desde o primeiro livro me identifiquei com várias situações e frases que li, dessa vez não foi diferente. Separei alguns trechos:

”Sempre vi nos filmes e livros que seguir o coração é o melhor caminho. Mas o que meu coração está dizendo neste momento? Com certeza balbucia palavras em outro idioma, porque não o entendo muito bem.

Quando você entender que a decepção é inevitável… Você vai ser mais feliz. E se despedir, com um sorriso no rosto, assim que alguém quiser sair da sua vida.

Ninguém precisa ser forte o tempo inteiro. Chore. De raiva, de amor, de saudade. Lágrimas são pedaços de sentimentos se esvaindo de nós. Nosso corpo às vezes não suporta tanto.

O passado diz muito sobre quem somos e sobre o que podemos nos tornar. Seria ultrajante dizer que o passado nos molda, mas ele revela mais do que palavras são capazes de expressar.

”Sabe, sempre gostei de escrever. Escrever é como uma terapia para mim, os sentimentos vêm e eu preciso colocá-los para fora. Em forma de palavras. Tem um modo mais bonito de sentir? Se tiver, desconheço. É como se o ato de colocar um sentimento em palavras fizesse com que ele se concretizasse.”

DSCN8003

Sem mais spoiler do livro, essa é mais uma indicação! Espero que gostem do livro assim como eu Agradecimento em especial a Milena Paiva que arrasou nas fotos e em breve tem post aqui contando tudo sobre esse dia! Conheçam um pouco mais sobre o trabalho dela na fanpage.

Resenha: Não se apega, não

Hoje eu trouxe pra vocês assunto novo aqui no blog, a primeira resenha de livro! Pensem em uma pessoa que estava looouca pra ler: era eu! Me identifiquei muito com algumas frases, e acredito que todas as meninas que compraram o livro, estavam ansiosas para que chegasse ao fim e saber o que realmente acontece na história.. E claro, muitas se identificaram com as histórias narradas em alguma situação. E vamos ao livro:

ok- (11)

Isabela é uma estudante de 22 anos da faculdade de Direito, que inicia o livro largando seu ex-namorado Gustavo, com quem namorou durante 2 anos. Ninguém acreditou que ela tomara tal atitude, pois o casal era aparentemente perfeito. Aparentemente. Pois segundo a personagem, Gustavo estava a sufocando com tanto ciúmes e isto estava a fazendo mal, e precisava desapegar. Por trás desse casal perfeito, existia uma Isabela infeliz que resolveu dar a volta por cima na vida, disposta a assumir as consequências de ficar sozinha. E com isso, Isabela tem que resistir ao encanto do primo gato, do vizinho do melhor amigo e das baladas sertaneja.

oi- (18)

Spoiler: Todos os capítulos começam e terminam com alguma frase que te faz refletir. O livro já começa com uma lista com regras do desapego, e a Isabela gravou 20 vídeos pequenos falando sobre cada regra, e eu escolhi a terceira, pra compartilhar com vocês:

E isso nos faz lembrar das pessoas que vamos mantendo amizade, ou até qualquer outro tipo de relacionamento em nossas vidas, só pra tentar se sentir bem, mesmo sabendo que a pessoa não se importa e não dá o valor que você merece. É muito melhor desapegar, do que ficar sofrendo por algo que não tem importância e você pode superar… Assim como nos romances, também temos decepções nas amizades, mas apesar disso, sempre encontramos alguém que muda nossa vida positivamente. Alguém que sempre está com a gente para tudo!

Em uma das passagem do livro, ela descreve da seguinte maneira: O desapego é saber a hora de se despedir de coisas que não tem mais espaço na sua vida.

ok- (23)

Nesse ponto, Isabela começa seus pensamentos de que deve desapegar das coisas que lhe fazem mal, lhe prendem, ou seja, desapego não é desamor, e sim se livrar do que é ruim para a própria pessoa. Além disso, ela deixa claro que para a pessoa ser feliz é necessário Autoconfiança, Amor Próprio, Honestidade e Realização Pessoal. Só assim poderia possuir a felicidade.

Desde quando desapegar é colecionar homens, ou mulheres, igual se fosse um álbum de figurinhas? Desapegar não é ir pra balada e pegar qualquer um. Desapegar é não carregar coisas em sua vida que vão pesar demais na bagagem. É deixar no passado o que é do passado. É não querer reviver momentos que não podem, e nem devem, ser revividos. É pensar em você ao invés de tentar moldar alguém! É deixar ir quando necessário, sem fazer dramas ou cair na balada achando que isso vai resolver.

ok- (27)

Minha amiga, Leticia Ayumi foi na Bienal do Livro que aconteceu aqui em São Paulo e lembrou de mim, ela pegou essa folha com as regras do desapego, achei super fofo: (não sei porque as fotos ficam com qualidade ruim no post, mas é só clicar na foto que dá pra ler tudo)

DSCN3858

10370696_818162438204775_1388403637_n

Gostei bastante do livro por se tratar de um assunto que serve na minha vida pessoal, e tal… São frases lindas e inspiradoras, e a diagramação do livro está perfeita, com páginas vermelhas no início dos capítulos! Recomendo o livro para todos aqueles que querem se desapegar de algo ou alguém. Além de perceber que não estamos sozinhos, temos a inspiração para começar a remover da nossa vida toda e qualquer coisa que nos atrase, reprima e torne nosso coração pesado, então desapegue!

“Você nunca vai ser feliz se não se permitir. Não se apega, não. Desocupe lugares. Incinere o velho para abraçar o novo. O passado só existe em fotografias, as pessoas mudam, o coração cicatriza. Aquele que se recusa a mudar se recusa a ser feliz.” – Isabela Freitas.